23 de março de 2017

namora fiéis. De balança.

22 de março de 2017

mostra cálculos em quadrícula instruída.

21 de março de 2017

deriva em mares incalculáveis.

20 de março de 2017

estuda flores de estanho.

19 de março de 2017

engana o género. Numa feira. À sombra.

18 de março de 2017

desmancha finais em barbas de milho.

17 de março de 2017

anula ciclos.

16 de março de 2017

decide granalhar.

15 de março de 2017

analisa fímbrias de luz. Num cenário de masmorras.

14 de março de 2017

orienta medos em função de marés.

13 de março de 2017

torce miniaturas de fadas. Em meadas de lã.

12 de março de 2017

oferece diademas. À princesa do cabo mais longínquo.

11 de março de 2017

vence diabruras. Num saco de gatos.

10 de março de 2017

divide águas em timbres de lata.

9 de março de 2017

estraga mentes e lentes.

8 de março de 2017

decora pautas e espaldares.

7 de março de 2017

vê uma encosta subir-lhe às costas.

6 de março de 2017

visita corujários. Em emblemas de armazém.

5 de março de 2017

acorda a bombordo. E a desoras do cais.

4 de março de 2017

se orgulha de um beste. Em mesa verde.

3 de março de 2017

fez jus a um tempo vário.

2 de março de 2017

dispensa rodas dentadas em precedentes de movimento vário.

1 de março de 2017

inverte nabos e púcaras.